Se copiar textos, atribua os créditos. Os direitos autorais são protegidos pela lei n°9610/98, violá-los é crime.

domingo, 15 de agosto de 2010

Acertei errando.


Palavras desperdiçadas e tempo perdido. Começo meio e fim. Ele era quase da tua altura, quase o mesmo timbre de voz, quase o mesmo jeito de andar, ao falar a boca dele se mexia praticamente quase igual a tua, o sorriso quase idêntico, aquele jeito irônico de falar, também quase igual ao teu, quase o mesmo jeito de se vestir, quase o mesmo cheiro, quase o mesmo gosto musical, quase a mesma literatura de cabeceira, quase o mesmo beijo, quase a mesma fisionomia, quase o mesmo amor.
Ah, se não fosse o “QUASE”.
(suspiros)

31 comentários:

  1. é justamente esse quase!
    e como eu queria chegar pelo menos nesse quase!

    ResponderExcluir
  2. eu adoro seus textos e... fui vítima do "quase". Vejo que, pelo que escreve, passamos por situações parecidas! isso é engraçado e ao mesmo tempo triste! hahaha! Gostei muito e como sempre... me senti bem ao passar aqui... por mais que doa tocar na ferida! Um beijo e escreva sempre! :)

    ResponderExcluir
  3. como é bom ver, que não sou unica no que passo quando leio essas coisas.

    ResponderExcluir
  4. Há momentos que precisamos do diferente, do complexo, do sem nexo...rs

    Um salto no escuro a espera do desconhecido, esquecer as mesmices, os quases...


    Beijos meus!

    ResponderExcluir
  5. O quase ... O quase que sempre nos acompanha. A comparação que sempre existe.
    Mas precisamos do novo, do diferente ... Para que assim podermos achar o nosso ''perfeito''.

    Lindo texto :*

    ResponderExcluir
  6. amei o texto, mas fiquei pensando: será que esse 'quase' não é muito relativo?
    é difícil não comparar, eu sei, mas viver as coisas simplesmente vivendo as coisas, sem pensar naquelas já vividas, também pode ser interessante, não? =]
    beeijo

    ResponderExcluir
  7. Um agridoce contraste!

    Abraço grande.

    ResponderExcluir
  8. os quases sao tao dificeis quanto qualquer tipo de duvidas. mas os quases podem ser riscados e deletados... "quase acertei, mas eu ainda nao tentei" adoooorei o texto, com certeza, é errando que se aprende;

    ResponderExcluir
  9. "....quase o mesmo amor"

    Que bonito isso.

    ResponderExcluir
  10. É aquele momento que você esperneia pensando: e se ele fosse para mim?

    ResponderExcluir
  11. carambaaa, amei seu blog, um texto mais lindo q o outro, vc tem um lindo acervo aqui parabens, estou te seguindo, se poder passa no meu depois se poder me dar umas dicas irei adorar Beijos

    ResponderExcluir
  12. É realmente, se não fosse esse quase. Mais o ''quase'' muitas vezes pode ser resolvido.
    BeeijOs

    ResponderExcluir
  13. É o quase que nos enlouquece, faz dormir mal e acordar perplexa, pra vida. O talvez também tem o mesmo poder ensurdecedor. Por isso, gosto das coisas distintas, e/ou definidas. Sem dúvidas, e apenas clareza.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  14. AH meu Deus *-*

    Lindo, amei o texto flor, perfeito!
    É esse "quase" que quebra corações :/

    Abraço forte!

    ResponderExcluir
  15. ahh esses quases!! Mas todo mundo na vida tem o 'quase' que merece.
    Beijos

    ResponderExcluir
  16. oooun' que lindo *-*' eu amei. não deveria existir meio termo ;x Grande abraço!

    ResponderExcluir
  17. Esse quase que ás vezes 'quase' não nos deixa enxergar coisas maravilhosas nas nossas vidas...

    ResponderExcluir
  18. O Se e o quase torturam.
    Beijo Lari <3

    ResponderExcluir
  19. Sempre o quase. Ah, se pudéssemos lapidar um alguém tão igual aquele que tanto amamos e não somos correspondidas, com uma diferença: a reciprocidade.
    Texto lindo Lari, como sempre!

    Beijos, se cuida!

    ResponderExcluir
  20. Teu blog é lindo... nao existe palavra melhor e mais sincera para defini-lo!
    Levo-te cmg.
    Dias de sorrisos pra ti! :)

    ResponderExcluir
  21. Adorei!!!!
    Muitas vezes nos perdemos nesse "quase" e muitas vezes vale a pena!!!!
    Bjss.. Estou te seguindo

    ResponderExcluir
  22. http://blogbooks.com.br/blogs/votando/YmxvZ2Jvb2tzXzcyMg==

    vota em mim? para meu premio 2 prêmio blog books?
    Obrigada pela colaboração!

    ResponderExcluir
  23. tão poucas palavras, mas tão sincero e real: é esse teu texto! achei lindo, muito digno *-*
    descreve exatamente o que já senti!

    beijão

    ResponderExcluir
  24. Amei teu blog, agora vou te confessar uma coisa, quando li esse texto veio um arrepio em toda a espinha.
    Lindo texto.
    Tenho que seguir esse blog agora.
    Abraços de Baerdal.

    ResponderExcluir
  25. e agente fica buscando esses quases... pq o total esse só pertence a uma pessoa e a gente tem que aprender a não comparar.

    beijos

    ResponderExcluir
  26. É, esse quase sempre me atrapalha também.
    Mas, faz parte e não desisto de tentar!
    Lindo poste, lindo blog sempre.

    visita: http://anjoslaly.blogspot.com/

    beijos, @lalyanjos

    ResponderExcluir
  27. Estou apaixonadda pelo teu blog, sério! Hoje ele foi indicado pelo perfil @frases_amor (não sei se conhece) e fiquei encantada. E esse texto então? Maravilhoso! Bom, já comecei a seguir e estarei sempre aqui.
    Se puder, dê uma olhada no meu http://memorias-escritas.blogspot.com/ Espero realmente um dia escrever tão bem quanto você.
    Beijos e parabéns :*

    ResponderExcluir
  28. Belo texto! Adorei seu blog, coloquei na lista de blogs!
    Se quiser dar uma olhada:
    olhosquepensam.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  29. que lindo!
    eu botei pro teu blog se tornar livro!
    sempre choro com esses teus textos! PERFEITOS

    ResponderExcluir
  30. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  31. E SE NÃO FOSSE O "QUASE", isso resume o texto inteiro. Lindo, realmente lindo, parabéns. Estou incrivelmente apaixonada pelo teu blog, por cada post *-* Estou até seguindo, se puder dá uma olhada http://brumss.blogspot.com/

    ResponderExcluir